EM JI-PARANÁ – Ambulâncias entregues esta semana já estão a disposição da comunidade

Prefeito faz entrega ambulâncias para o enfrentamento da Covid

O prefeito Affonso Cândido (DEM) e o secretário municipal de Saúde, Álvaro Galvão, participaram da entrega de três ambulâncias que vão atuar no transporte exclusivo de pacientes com a Covid-19. A solenidade ocorreu, quarta-feira (9), no pátio do Hospital Municipal Claudionor do Couto Roriz.

“É com muita gratidão, ao meu Deus, por ter me dado tanta força para mais essa conquista que vai salvar tantas vidas em nossa cidade”, afirmou Affonso Cândido durante a solenidade. Os veículos foram adquiridos com recursos do governo federal para o enfrentamento da Covid-19, destinados ao Fundo Municipal de Saúde.

Duas das ambulâncias são convencionais, mas que poderão ser adaptadas com os novos respiradores garantidos pelo Ministério da Saúde ao município de Ji-Paraná, semana passada, durante visita do prefeito a Brasília. A terceira (completa) foi entregue com todos os equipamentos para o transporte de pacientes.

De acordo com o secretário Álvaro Galvão, as três ambulâncias podem ser transformadas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Nós dispomos de condições para transportar tanto pacientes intubados, pacientes graves, como também para pacientes menos graves”, assegurou.

Galvão reforçou a vinda de cinco novos respiradores para serem instalados no Hospital Claudionor Roriz, após reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “Com o recebimento desses respiradores, será possível ativar novos leitos na nossa UTI municipal”, garantiu.

Na sexta-feira (4), Affonso Cândido determinou o funcionamento da UTI do HM. São 10 novos leitos, dos quais cinco foram abertos para pacientes de Ji-Paraná e região para o tratamento exclusivo da Covid-19, que vão integrar a Central Reguladora de Urgência e Emergência (CRUE).

Participaram da solenidade o presidente da Câmara Municipal de Ji-Paraná, Joaquim Teixeira (MDB) e os vereadores Marcelo Lemos (PSD), Joziel Carlos de Brito (MDB) e Nim Barroso (DEM) e o diretor-geral do HM, Abrahim Chamma.

Assessoria
PARCERIA